Aaaarg! Põe a legenda aí!!!!

Sheldon Cooper, personagem da série The Big Bang Theory

Dias desses, o dublador José Leonardo levantou uma discussão a respeito da versão brasileira da série The Big Bang Theory, da qual ele participou (ele dubla o Raj Koothrappali, personagem de Kunal Nayyar). Ele apresentou as dificuldades que um dublador tem para adaptar a versão, sem contar as horas que ele passa para dublar uma única temporada, a pressão dos distribuidores, etc. Ou seja, não é um trabalho fácil.

O que acontecia era que muitos fãs de legendas fizeram um estardalhaço na web, “detonando” o trabalho dos caras, ao adaptar ao português, as maluquices da turma de Sheldon Cooper. É só dar uma olhada nos vídeos postados no Youtube, com episódios da série, para comprovar. Comentários maldosos, sem nexo e com uma crítica ferrenha que, muitas vezes, não tem nada a ver.

Boa parte dos diálogos da série envolvem termos científicos e, de certa forma, complicadíssimos para ler, no caso das legendas

Galera, já batemos nessa tecla no nosso post passado (“Crepúsculo e a dublagem ‘demonizada’ na Rede Globo”). Mas, convém levantar mais uma discussão a respeito. Para quem assistiu uma série inteira pela TV por assinatura, ou fez viu pelos DVDs no idioma original com legendas, a primeira impressão ao ouvir a versão dublada é: “Que porcaria é essa?”. É natural que se ache estranho. Mas não quer dizer que o trabalho tenha ficado feio.

Por exemplo. Eu assisti a série Lie To Me toda legendada. Não por que quisesse, já que sou fã inveterado da dublagem brasileira. Mas era porque o DVD não apresentava a versão em português. Daí, quando a série passou a ser exibida pela Rede Globo (logo ela!), ao ouvir Carl Lightman com a voz do Marcio Simões, achei super esquisito. Pois eu imaginava que outros dubladores se encaixariam melhor no personagem (como o Hélio Ribeiro ou mesmo o Marco Ribeiro, devido ao sarcasmo que eles impõem).

Sérgio Cantú, da a voz ao Sheldon Cooper (Jim Parsons)

Mas aí, com o passar do tempo, fui me acostumando à versão dada pelo Márcio e, como admiro seu trabalho, pude apreciar bem a imposição da voz dada ao personagem de Tim Roth. E, por mais hábil leitor que eu seja, não consegui acompanhar a todas as falas legendadas do personagem, o que me dava até sono. Por isso, a versão dublada me caiu bem.

Agora imaginem uma série como Big Bang Theory, cujos personagens abordam muitos termos científicos, com palavras imensas e complicadas! Quem consegue ler toda aquela loucura, na maior tranqüilidade? Sei que alguns conseguem, mas são minoria. Além do mais, como se trata de um sitcom, há muitas referências restritamente ao universo americano, ou seja, só coisas que eles lá entendem. Como um brasileiro vai compreender? A pessoa só vai entender que foi uma piada por causa das claques. E fim de papo.

Fernanda Fernandes - Penny (Kaley Cuoco)

Conheço pouco da série, até porque, passei a assisti-la recentemente. Muitos fãs reclamam que a dublagem tirou toda a essência e sarcasmo de personagens como o Sheldon. Nos episódios que assisti, fiz um paralelo entre as duas versões, a original e a brasileira. E não vi lá muita discrepância. Para mim, a nossa versão está ótima e as vozes dos dubladores encaixaram-se bem.

No elenco principal de dublagem, temos: Sérgio CantúSheldon Cooper (Jim Parsons); Gustavo NaderLeonard Hofstadter (Johnny Galecki); Fernanda Saddy – Penny (Kaley Cuoco); Manolo ReyHoward Wolowitz (Simon Helberg); José LeonardoRajesh Koothrappali (Kunal Nayyar).

José Leonardo - Rajesh Koothrappali (Kunal Nayyar)

Para quem não sabe, Sérgio Cantú é quem também empresta sua voz ao animadíssimo personagem Sam Witwicky (Shia LaBeouf), da série Transformers. Gustavo Nader dubla o Hiro Nakamura (Masi Oka), na série Heroes. Já Fernanda Saddy é quem dá a voz também à personagens como Elektra (Jennifer Garner) e Kim Possible.

Manolo Rey já deu sua voz ao Peter Parker (Tobbey Maguire), da trilogia Homem-Aranha, além de também ter dublado o Gaguinho, dos Looney Tunes. E, por fim, José Leonardo dublou o Bob, da Família Dinossauro, e o Perninha, também dos Tiny Toons.

Gustavo Nader dubla o Leonard (Johnny Galecki)

Como se percebe, muitos desses dubladores fizeram personagens direcionados ao público infantil. Talvez isso explique a ojeriza de muitos dos fãs de Big Bang Theory, que acharam que as vozes não ‘casaram bem’ com os personagens originais.

Mais uma vez vou dizer minha opinião sobre esse embate ‘versão original x versão brasileira’. Querido, se você entende bem o inglês, fala fluentemente, então assista suas séries na versão original. Se não fala, mas é um expert em ler (bem rápido) palavras complicadíssimas como ‘cosmobiopsicosociocinesiologia’, beleza! Faça o mesmo. Coloque seu DVD com legendas e curta a obra.

Agora, dizer que a versão dublada está uma ‘porcaria’, que ‘não presta’ e outros adjetivos, por favor! Tenha respeito aos amantes do idioma pátrio. E principalmente, tenha respeito ao trabalho desses profissionais, que ralam bastante e você nem tem idéia disso. E viva a dublagem brasileira!

Manolo Rey - Howard Wolowitz (Simon Helberg)

Posted on Dezembro 27, 2011, in Análise de dublagens, Elenco de Dublagem and tagged , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. 15 comentários.

  1. Waldyr Sant'Anna

    Excelentes informações e comentários sobre o trabalho do ator-dublador. Parabéns a todos os que convivem, e valorizam esse trabalho. Waldyr Sant’Anna.

  2. Primeiramente, gostaria de parabenizar aos editores deste blog, pela iniciativa e por contribuir com a difusão da idéia de que a dublagem não é o Demônio para cinéfilos ou para consumidores de material estrangeiro. Gosto de cinema, amo produções não somente americanas, mas também francesas, italianas e indianas. E não vejo mal algum em ver essas mesmas produções em meu idioma pátrio.
    A propósito deste artigo, receio que tenho algumas considerações a fazer, pois concordo em muito com o que o jornalista escreveu a respeito da dublagem em The Big Bang Theory, mas muitas outras coisas não fazem sentido, na minha opinião. A começar quando o autor diz que as vozes dos dubladores encaixaram-se bem aos personagens. Não com todos!
    Gosto muito do trabalho do Manolo Rey e do Gustavo Nader, pois são brilhantes profissionais do ramo da dublagem, mas ouvi-los dublando respectivamente o Howard e o Leonard chegou, me perdoem, a doer nos ouvidos. Respeito muito a decisão de os distribuidores terem escolhido esses excelentes dubladores para participarem da versão brasileira de uma série de tamanha importância. Mas creio que os distribuidores ou diretores de dublagem não respeitaram o público, sobretudo os que são fãs de dublagem.
    Digo isso pois assisti toda a primeira temporada da série toda legendada, pois só havia o áudio original nos DVDs que loquei. Quando passei para a segunda temporada, e vi como ficaram as vozes na dublagem carioca, mudei logo para a legenda. Achei terrível. Como eu disse, sou muito fã do Manolo Rey e do Nader, mas eles, nem a bilhões de anos luzes ficaram perfeitos para o Howard e para o Leonard. As vozes dos atores originais são bem mais graves e os personagens, na versão dublada, ficaram muito mais bobões que o normal.
    O mesmo não pode ser dito em relação ao Raj, que ficou ótimo com a voz do José Leonardo, o eterno Perninha. Inclusive, com seu brilhantismo, o dublador conseguiu captar bem o sotaque indiano para o português. A Fernanda Fernandes também fez bonito como a Penny, embora eu ache a voz dela um tanto irritante.
    Agora, quanto ao Sheldon, me desculpem. Não gostei em nada. O Sérgio é um ótimo dublador, não consigo assistir Transformers sem ouvi-lo como o Sam. Mas Sheldon Cooper não foi seu melhor trabalho. Não sei como o autor do artigo chegou a essas conclusões, mas me parece que o mesmo não conhece muito da série (o Sheldon não consegue ser sarcástico, querido!).
    Digo essas coisas, não para menosprezar o trabalho dos dubladores. Como eu disse, eu mesma sou fã da dublagem brasileira, principalmente a carioca. Minha reclamação é para os diretores de dublagem ou distribuidores (os “clientes”), que fazem suas imposições sem se preocupar com o que o público vai achar. Senhores distribuidores e representantes da Fox, da Warner, da Disney e afins: por favor, tenham mais respeito com o público! Parem de escolher as vozes de forma aleatória. Sigam os ‘bonecos’!
    Por exemplo, nem passa pela minha cabeça a ideia de ouvir o Charlie Sheen com outra voz que não seja do Marco Ribeiro ou do Jorge Lucas (que dão um show na série “Dois homens e meio”). Mas, em uma “ponta” feita pelo autor em Big Bang Theory, tive repugnância ao ouvir ele com uma outra voz, feia, que nem sei de quem se trata. Terrível. E isso acontece com outros atores que já tem seus respectivos bonecos.
    Mais uma vez ressalto que não estou menosprezando o trabalho dos dubladores. Só acho que eles ficariam perfeitos, mas em outros personagens. Não em The Big Bag. Um beijo e meus votos de sucesso a todos os dubladores e aos autores deste brilhante blog!

  3. Oberdan Machado

    Olá, sou muuuuuuuuuuuuuito fã do The Big Bang Theory, realmente eu não gostei da dublagem mas acho errado quem critica a ponte de ofender esses grandes profissionais da dublagem, acredito que não é fácil fazer esse tipo de trabalho; como eu já disse, eu não gostei nem um pouquinho da dublagem e muito menos de terem dublado a música de abertura dá série, mas… Quem acompanha no canal fechado ou por dvd, realmente não vai gostar de assistir dublado, porém cada um é cada um, ninguém tem os mesmos gostos, e muito menos tem o direito de criticar o trabalho dos dubladores; até por que, deve ter muita gente que possa ter achado divertido a série porém não sabem ler, aí que entra o grande trabalho dos dubladores, eu como não gosto de assistir dublado, simplesmente eu não olho,mas criticar é algo não muito legal de se fazer.

  4. Há excelentes trabalhos de dublagem aqui no Brasil, em todos os segmentos: seriados, filmes, animações, etc. Mas, falando especificamente sobre The Big Bang Theory, convenhamos que a dublagem dessa série ficou muitíssimo aquém do tolerável… sei que a palavra é até meio forte, mas usa-la-ei assim mesmo: a dublagem brasileira do TBBT ficou asquerosa. E não seria tão ruim se, ao menos, eu pudesse dizer que esse trabalho pavoroso é a exceção da regra.

    • Pra ser sincera,sou fã do seriado,adoro assistir em inglês,mas falar que a dublagem estragou,não concordei,pra ser sincera a voz do SERGIO CANTÚ,ficou muito boa e o trabalho da Fernanda Fernandez também ficou legal,do Manolo Rey tb,o que ficou estranho foi a voz do Raj e do Leonard,às vezes assisto sem legenda,percebe que a voz do Jim Parson é um pouco enjoativa,reparem

  5. Eu sinto muito, mas a escolha das vozes foi infeliz.
    Nestes casos, o erro foi do diretor da dublagem.
    Ele escolhe os dubladores para o seriado.
    As vozes da Penny, Leonard e Raj foram as piores.
    Eu sempre elogio a dublsgem no Brasil, mas a do TBBT ficou devendo.

  6. Tem coisas que só o tempo ensina…….aprendi isso há uns 45 anos atrás…com minha mãe.É bem provável que as críticas às dublagens estejam sendo feitas por adolescentes ou alguém com síndrome da velocidade….tudo quem que mudar rápido, tem que ser diferente, tem que ser ultra mega moderno….com gosto de novo, mesmo que seja um gosto amargo…
    não é por aí, garotada……quando eu era novinho, acostumei com a voz do kirk Douglas e achava ruim quando a voz dele era usada em outro ator……eu não sabia de nada…..depois veio o filho, Michael Douglas e eu comecei a entender que sua voz, tão marcante, teria que ser usada em outros atores…..não dá prá um dublador fazer uma voz prá um ator só…..e a sensação primeira é que essa voz não se encaixa no outro……
    é só impressão…..tudo depende da maneira de encarar….
    Quando a gente vai entendendo melhor a vida, passa a encarar que não somente os ouvintes tem dificuldades….os dubladores tem muito mais……ainda por cima com um personagem extremamente complexo…..como o Sheldon Cooper…..
    é uma judiação, e até injustiça criticar esse pessoal da dublagem…..eles ralam muito……tem que ser ator e algo mais prá dublar…quem critica deve pensar que é só ler um texto…..e se fizerem um teste, com seu nível de conhecimento, talvez só consigam dublar um filme pornô.
    Mas é assim mesmo….só o tempo vai ensinar esses caras……quando eles sentirem falta dessas séries que um dia não vão passar mais……como as vozes que hoje não temos mais de Túnel do Tempo, Agente 86, Perdidos no espaço, Terra de gigantes, Rim-Tim-Tim……..e apor aí vai……….Um abraço aos dubladores que nos alegram e nos emocionam diariamente…..Paulo Freitas

  7. Francamente, a dublagem está ótima ! legendado seria impossível ler as frases
    rápidas cheias de termos científicos. A dublagem Brasileira é considerada a melhor
    do mundo, temos que reconhecer trabalho dos nossos irmãos Brazucas.
    Em que pese o fato de que muitos atores tem vozes muito ruins.
    ENTÃO TÁ MUITO BOM !!! VIVA A DUBLAGEM BRASILEIRA !!!

  8. Louriano Júnior

    Eu já acho que ficaram ótimas as dublagens da série the big bang theory, inclusive fiz uma comparação tanto da tradução, quanto das vozes verdadeiras! Pra mim, noto 10!!

  9. A dublagem brasileira faz bons trabalhos, mas o que fizeram em The Big Bang Theory é uma das piores que vi na vida, realmente deprimente.

  10. Nem sempre a culpa é do dublador. As vezes o proprio fica insatisfeito ou com a tradução, ou com a direção, ou com os dois. Muitos tradutores tem preguiça de adaptar tal piada para a versão brasileira e as vezes o diretor acaba optando por aquela piada. Sem contar que nem sempre é o mesmo diretor que acompanha a dublagem de tal serie, as vezes são dois e até três… Isso acaba influenciando no ritmo da dublagem. Também tem os clientes que muitas vezes impedem tal palavriado. Vejo muitas criticas sobre dublagem e principalmente vejo que sempre vão direto no dublador e muitas vezes esses são os que menos tem culpa. Criticar dublagem exige muita experiencia e não só ouvir e sair criticando, tem que entender um pouco mais do que se passa no meio. Começando pelo cliente, passando pela traduçao depois escalação, direção e chegando no dublador.

  11. Sem rasgacão de seda ok. A dublagem dessa série tá uma merda !!!

  12. Que dublagem horrível, que dó dos personagens!

  1. Pingback: AOS DISTRIBUIDORES E DIRETORES DE DUBLAGEM – Fã critica artigo sobre The Big Bang Theory « Nossa Versão – Blog

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: